Não é porque é feito na web que tem que ser feito de qualquer jeito.

28/06/2017

Resenha Filme: Tudo e Todas As Coisas

EU TÔ PIRANDO. SÉRIO. MANO. PESSOAL. TÔ TÃOOOO FELIZ.

Olá meninas e meninos!!!
~ Pera, baixei Taciele Alcolea aqui, deixa eu voltar para a Aylla.

Olá olá olá. Genteeeee, eu tô pirando - acho que falei né -, mas sério, depois de passar DIAS vendo trailer desse filme, finalmente euzinha consegui assistir. AHHHHHHHHHHH!
Okay, voltei a respirar. Estão prontos para a resenha? SIMMMM!
Então vamos. Let's Go.



"Ao longo da sua vida, uma adolescente viveu cheia de restrições e cuidados devido aos seus problemas de alergia a tudo que se possa imaginar. E agora, que ela se apaixonou pelo garoto que se mudou para a casa do lado?"

Que elenco. Que personagens. Que cenário. Que TUDO! Gente nem sei por onde começar, tamanha a emoção meu povo. Sério. 

Vou respirar e começar!

Antes de mais nada vocês sabem que esse filme tem um livro? Não? Opa, vou deixar aqui a foto e a sinopse para vocês amarem, assim como eu. E não, eu ainda não li o livro, mas vou. Logo.





"Minha doença é tão rara quanto famosa. Basicamente, sou alérgica ao mundo. Qualquer coisa pode desencadear uma série de alergias. Não saio de casa. Nunca saí em toda minha vida. As únicas pessoas que já vi foram minha mãe e minha enfermeira, Carla. Eu estava acostumada com minha vida até o dia que ele chegou. Olho pela minha janela para o caminhão de mudança, e então o vejo. Ele é alto, magro e está vestindo preto da cabeça aos pés. Seus olhos são de um azul como o oceano. Ele me pega olhando-o e me encara. Olho de volta. Descubro que seu nome é Olly. Talvez eu não possa prever o futuro, mas posso prever algumas coisas. Por exemplo, estou certa de que vou me apaixonar por Olly. E é quase certo que será um desastre."








A protagonista da história se chama Madeline, ou Maddy. Logo no inicio do filme ela está completando 18 anos. Sabe o que é isso? Para nós é um marco e tanto, os tão famosos 18. Para ela significa apenas mais um ano que não vive, que não conhece o mundo e que fica reclusa de tudo e todas as coisas. Maddy tem uma doença mega rara, e que a qualquer contato com bactérias ela pode morrer, pois sua imunidade é bem baixa - sim, no filme explica bem direitinho -, assim tudo e todas as coisas acaba se tornando um mal gigante para ela. Ela vive em uma casa dos sonhos (dos meus sonhos diga-se passagem), tem uma mãe muito legal, uma enfermeira chamada Carla  e a filha de Carla, a Rosa, mas é apenas essas pessoas que ela tem contato direto, ninguém mais.

~ Aquele momento de suspense e muito suspiros ~
Até que um belo dia, aparece Olly. Eita, quem é esse? É o vizinho gato dela (eu morri de amores por ele, o filme todo), que se muda para a casa ao lado. Sério, eu pensei que ia ter um treco nessas cenas, afinal, sou uma romântica assumida. 
Olly vem de uma família que passa por um momento difícil e encontra em Maddy a coragem que lhe faltava para fazer as coisas. Ao longo do filme, se é mostrado como a relação dos dois é complicada, afinal, ele vive lá fora e ela ali dentro, cada um dentro do seu próprio mundinho, mas querendo fazer parte do mundo um do outro. 
Ao longo da trama é possível perceber como a presença na vida um do outro influenciou em determinadas atitudes. Olly passou a ter coragem e Maddy começou a ousar, como quando ela compra uma roupa colorida. Ué, como assim? No filme relata que ela tem 100 blusas brancas. Sim, também fiquei chocada. Ao longo da história ela realmente aparece 80% das vezes de branco, mas depois passa a usar cor, é como se a presença de Olly em sua vida a tirasse do branco e trouxesse um pouco de cor. Algo que notei foi que ela sempre usava branco e ele preto. Realmente, ele foi a cor na vida dela (Por favor Deus, traga uma cor assim pra minha vida.)

Eu não posso falar muito, se não acabarei soltando altos spoilers, mas vou dizer duas coisas:
  • Eu amei como foi produzido o filme.
Sim, o filme possui toda uma dinâmica legal, a música de fundo é maravilhosa, o cenário é de arrasar, os momentos que Maddy sonha acordada é maravilhosos, enfim, eu amei cada detalhe.
  • Final Surpreendente
Eu nunca imaginei esse final. Sério. Eu imaginei muitas coisas, chorei por pensar ser uma coisa e não ser, chorei depois também, enfim, manteiga derretida né amores. Esse fiinal foi uma maravilha <3
Eu simplesmente gostaria muito de falar tudo e todas as coisas sabe? Mas para vocês saberem, terão que assistir, super vale a pena. Também devo dizer que o elenco está de parabéns, a atriz Amandla Stenberg além de ser linda, interpretou super bem a protagonista, transmitindo realmente tudo que era preciso. 

Bom, recomendo muito o filme, simplesmente amei e estou louca para ler o livro. 
Beijos,
Tia Aylla. 




27/06/2017

Sufocando Nas Minhas Lágrimas.

     
     

    Quarta-feira, 21/06/2017

     Sufocando nas minhas lágrimas daria um ótimo título de livro, daquele tipo comédia entre amigos, que faz você chorar de tanto rir. Só que nesse momento para mim é apenas como eu me sinto.
     Me sinto sufocada. Presa. Tento respirar, puxo o ar, mas ele não vem. É como se eu estivesse debaixo da água, é a mesma agonia de saber, que se começar a respirar, vou me afogar.
     Então, algumas vezes, não é sempre, que consigo respirar. É quando eu dou um passo, em direção ao infinito, então percebo que volto a ter ar, mas parece ser um ciclo sem fim e quando percebo novamente já estou sem ele.
  Durante a noite, rolo na cama tentando entender quando foi que da menina alegre que morava sozinha, se tornou na garota triste, que se sentia presa dentro de sua própria casa. Cada dia tem se tornando um desafio a percorrer. Oh, quando imaginei, que sair de casa seria tão difícil assim? Afinal, não era eu que dizia ter coração de pedra? Percebo agora que o exterior era feito de pedra, mas internamente era apenas uma manteiga derretida. 
     Existem dias que eu tento fugir, ando, corro e busco saídas para não me sentir tão só, mas nem sempre adianta, tem horas que sinto como se fosse eu contra o mundo e todo o mundo contra mim. Sabe aquela sensação de estar rodeado de pessoas  e ninguém te enxergar? Parece que ninguém vê o quanto você está sofrendo, ninguém te vê chorar e ninguém te pergunta como você está, talvez se alguém perguntasse, não me sentiria tão só.
      Tem dias que nem mesmo os livros, minha maior paixão, consegue tirar da solidão. Tem dias que penso se vale a pena continuar, se isso é o que preciso e qual é o preço que estou a pagar. Tem dias que quero sumir em minhas próprias lágrimas e há outros que me pergunto porque existo. Então acontece de vez em quando, tão raramente que nem consigo lembrar direito, que eu acordo feliz e aquela pressão, a falta de ar, por um pequeno tempo ela some e eu consigo ver aquela menina que eu era de seis meses atrás. 
      E é esses pequenos momentos, que me mostra que sou forte e que vou continuar, é apenas uma fase, estou aprendendo a crescer sozinha, com minhas próprias pernas e as lágrimas, elas são por enquanto minhas companheiras constantes, mas um dia, ainda chorarei rindo desses momentos e espero poder dizer que tudo valeu a pena. 


25/06/2017

#Parte2: 101 Coisas Em 1001 Dias

Olá amorecos. Voltei!

Dessa vez venho trazendo a segunda parte do post, sobre os desafios que não realizei e que acho difícil. Por fim, virei com um post com os novos desafios. Se alguém mais quiser fazer, mesmo que você não tenha um blog/pag/canal  fiquem a vontade. Esse tipo de desafio é muito bom, pois você acaba realmente querendo cumprir aquelas metas.

Estão prontos? Let's Go.


Listinha de desafios abaixo:

3: Conseguir terminar, pelo menos, mais três fanfics (Como conviver com um vampiro apaixonado, Como se livrar de um vampiro traidor, e Marcados pelo sangue, até o ano de 2015)


Não. Por  mais que eu queira dizer que vou terminar, continuar ou algo parecido, sei que não há possibilidade alguma de voltar a escrever nenhuma, muito menos de terminar.




4: Conseguir comprar até abril de 2015 todos os livros do Nicholas Spark.



Não foi dessa vez. Se não me engano tenho 6 livros dele. Ele possui 21 ao todo. Estou no caminho, um dia chego lá.



5: Conseguir fazer uma biblioteca.

Estou caminhando, lentamente, mas estou. Não posso dizer que um dia estarei satisfeita com a quantia de livros, pois para quem é viciado nesse mundinho particular, nunca está satisfeito de ter livros.

6: Conseguir ter resenha de todos os livros que eu comprar, postadas no blog.

Falha minha. Eu leio muitos livros, se deixar passo o dia lendo e leio em uma velocidade muito rápida. Já li 5 livros em um dia, então imagina lembrar de detalhes para resenhar? Muitas vezes leio um em seguida do outro, então as histórias começam a a misturar, aí já viu. Mas vamos continuar a luta.

7:Emagrecer pelo menos 20 kg.

Cheguei a perder 10 kg ano passado, mas acabei tudo de novo. Agora preciso perder o dobro. Que fase difícil.

10: Fazer algum vídeo e postar no blog ( não importa o que eu vá falar no vídeo)

Fail. Hoje em dia não tenho muito animo para aparecer na frente de câmeras, afinal, ela te engorda ainda mais né. Quem sabe em um futuro.

13: Conhecer uma livraria ( e comprar algum livro de lá ou tirar foto)

É difícil morar em cidade pequena. 

14: Comprar, pelo menos, cinco livros de autores brasileiros.

Comprei apenas 2 livros. Espero poder comprar mais 3 


18: Ler toda a bíblia.

Minha decepção particular não ter conseguido ler. 

20: Fazer resenha de 10 filmes que assisti e que antes era livro que eu também li.

Nop. Nada.


21: Refazer pelo menos uma fanfic que eu exclui.

Não terminei nem as que não exclui, imagina as que exclui.

23: Conseguir todos os livros da coleção primeiro amor.

Se eu tivesse dinheiro, já teria comprado.


24: Conseguir com que mais duas pessoa faça esse projeto “ 101 coisas para fazer em 1001 dias”

Falho.

26: Aprender a tocar violão ou qualquer outro instrumento.


Comecei a aprender flauta. Aí terminei o 3 ano e o projeto era da escola. O fase.


27: Que no meu blog, tenha pelo menos 1000 pessoas o seguindo, até acabar o tempo desse lista.

Ilusão. Levemente. 

28: Conseguir livros que se passa em colégios internos.

Dinheiro, cadê ti? Fugiste de mim, foste?

29: Ter pelo menos 25 livros, dos quais já li na biblioteca da escola.


Tenho 25 livros, mas não são os mesmo da biblioteca. 


30: Ter o livro do Luan Santana 



Nem sou fã dele, então pra que coloquei isso?  Vai entender a cabeça de alguém com 15 anos.




31: Escrever todo o fim de semana por dois meses pelo menos 30 minutos.

Deu certo por 1 semana, no máximo.

33: Fazer um post no blog, sobre algum livro da bíblia que li.


Não deu.


34: Conhecer alguém do facebook pessoalmente ( ok essa é difícil)



Nada  por enquanto. #Triste


35: Comprar duas series da mesma autora, porém uma eu teria que já ter lido e a outra eu teria que ainda ler ( fazer resenha de ambas no blog)


Nop.


36: Comprar DVDs de alguns filmes do Nicholas Sparks, pelo menos quatro filmes.


Not.


37: Conseguir um emprego.


Ainda não.


38: Comer sushi ou sashimi


Quase que comi esses dias atrás, aí preferi ir no cinema de novo, e não comi.


39: Imprimir pelo menos duas das cartas que tem na minha fic de cartas


Não aconteceu. E isso era fácil.


40: E deixar todas em lugares diferente da cidade.


Fácil também. Mas não aconteceu.


41:  Lançar uma garrafa com alguma mensagem, no mar.( postar fotos e o que estava escrito dentro)


Tão filme isso não é mesmo? Mais clichê que isso só se o cara perfeito for o atleta da faculdade e a gente se esbarrar no corredor.


42: Durante um mês, ficar sem entrar no facebook durante um dia da semana.


Não deu certo.


43: Conseguir ter dez coleções de livros ao todo.


Money, para onde fugiu?


44: Conseguir ler e comentar, pelo menos cinco fics que há muito tempo não lia.


Desisti antes de tentar realizar isso. Uma pena.


45: Comprar vestido quando eu estiver magra.


Comprei vestido. Não fiquei magra.



47: Ir no Beto Carreiro.

Ainda não aconteceu, mas um dia vai. 

50: Fazer cinco carta falando sobre um assunto da bíblia.


Nop


51: Aprender a fazer pulseiras com nomes.


Tentei.  Foi falho.



52:  Espalhar pela cidade as cartas da bíblia.


Nem escrever eu escrevi.


53: Aprender a fazer tranças, e tirar foto e postar no blog.

Olha, até que aprendi algumas, mas não tirei fotos.


54: Ler livros de conto de fadas ( cinderela e tals) e fazer uma resenha de todos.



Para que fiz isso? Senhor amado.


55: Mandar um livro de presente para a Jessica e mandar uma carta junto.



Não foi dessa vez.


56: Em algum momento no blog fazer um top comentarista.

Um dia acontece.

57: Conseguir cinco parcerias para o blog.


No.


58: Assistir algum anime (essa seria mega difícil)



Tão difícil que nem realizei.


59: Conseguir fazer uma historia usando todas as princesas.



Nem mais escrevendo estou hahaha


64: Ser mais organizada.


Iludida.


65: Andar na maior montanha Russa que existir no Beto Carreiro.



Não fui no Beto Carreiro.


67: Fazer uma fanfic que use o livro Soul Love.


Not.


68: Comprar o livro Soul Love.



Not.


69: Fazer a resenha do livro Soul Love


Not.


70: Comer coisas que eu não goste de comer.



Not.

71: Fazer uma lista dos 100 melhores livros que eu li, e uma meta de fazer a resenha de 50 deles.


Quem sabe eu faço isso. Infelizmente não guardo nem 10%  dos nomes dos livros que li.


73: Fazer academia todo dia, não importa o horário.


Fiz em casa uns 2 meses. Na academia mesmo  5 dias. Disciplina não? kkk


74: Conseguir ajudar a fic da Pâmela a ficar boa.



Não consegui ajudar nem ela e nem eu.


75: Escrever carta para três pessoas e mandar para elas...Jessica, Larissa e Quezia.



Not.


76: Acordar todo dia 05:50 e fazer uma oração por dez minutos ( durante um mês)



Acho que não deu muito certo. 

77: Conseguir fazer  duas fics que tenham como tema colégio interno.

Ideias foram muitas. Escritas nenhuma.

79: Fazer uma receita de doce durante cinco mês ( todo mês que fizer tiro foto do que foi feito)

Já percebi que só sirvo para comer.

80: Conseguir marca pagina de graça.

Nesta vida nada é  de graça.

83: Ir a um Shopping e tirar fotos.

Não. Olha como é pequeno esse desafio.

84: Tirar foto quando eu tiver magra. ( para isso tenho que emagrecer)


Exato. Emagreci? Não. Tirei fotos? Claro.


85: Que quando eu terminar o prazo dessa lista, eu tenha mais de 250 livros, todos lidos e resenhados.


I-L-U-D-I-D-A. Sério.


86: Que eu consiga comprar o Livro da Bethys


Ainda não deu.


87: Comprar um livro da Paulinha.


Também não deu.



88: Conseguir achar todos os documentos dos meus avos, bisavós e tataravós.

Vish. Não foi dessa vez.

89: Fazer tratamento no cabelo por dois meses, uma vez na semana.

Não deu certo. Sou sem disciplina, senhor.

91: Fazer algum curso.


Fiz um que só aprendi que não pode assoprar na tecla do computador, pois a saliva estraga.


92: Brigar menos com minha irmã.


Briga apimenta a relação.

93: Aprender penteados, sem ser tranças.

Não.

98: Conseguir fazer uma fic com a Larissa.


Eu e minha ilusão que um dia iria terminar alguma fic. Coitada. Não escrevi nenhuma com a Larissa.


99: Ver a próxima Lua Sangrenta.


Perdi uma, porque nenhuma amigo avisou. Outra eu não sabia. Outra peguei no sono. Céu nublado, enfim, vi nada.


100: A cada item feito, colocarei 5 reais e guardarei.

Eu teria 145 reais. Na minha atual situação, isso seria sinônimo de riqueza.

101: Conseguir realizar essas 101 coisas em 1001 dias.

Já viu que não foi dessa vez né?

Então pessoal, chegamos ao fim desse post. Uau, realmente percebi muitas coisas ao relembrar esses desafios hahah. Lembro-me que pensei que 2017 demoraria uma vida para terminar, como eu estava enganada, parece que passou voando. Até parece que foi ontem. Ao todo foram 72 desafios sem ser realizados. Enfim, o próximo post será sobre os novos desafios.

Beijocas.