Não é porque é feito na web que tem que ser feito de qualquer jeito.

31/07/2016

#Resenha - 365 noites em Paris, por Miriã Veloso

O Manias de Escritores apoia a literatura nacional. #EuLeioNacional

Até que ponto você está disposto a lutar por quem você ama?


Essa é a pergunta do livro, é a pergunta que você se faz ao te questionarem do que fala esse livro, a pergunta que fica na sua mente até depois de você terminá-lo. – Não travei a lingua de ninguém, né?
A resposta, alguns de nós sabemos. Outros, bem, outros nem nunca amaram para ter essa resposta, mas eu, eu como uma eterna apaixonada, digo, eu iria até os confins do mundo pela pessoa que eu amo. E Benjamin fez isso por Charlote...

Essa música combina com o livro! Ouça enquanto lê a resenha.

Oks, antes de continuar, vou falar sobre o que achei do livro, pois é muito importante.
Eu, no começo, achei ele chato, não sei por que, mas a autora, no começo não me agradou, faltou aquele – Uau que foda!
Mas devo dizer também que, quando Benjamin vê, Charlote me deixou bem curiosa com a reação dela e como ele faria para que a história se desenrola-se. Bem no final do livro fiquei chorando por quase meia hora. – Oks, por favor, me deem lencinhos.
Ela fez o que eu sempre digo. A vida não é só felicidade, a vida é a vida podendo fazer coisas incríveis e belas, assim como coisas horríveis.
Uma das coisas que faz um livro ser bom é essa surpresa que você dá ao seu leitor, acho uma coisa bacana alguém dizer:
"Velho não tô conseguindo ler seu livro, tá chato, sem graça."
Mas, por um acaso da vida, a pessoa insisti ler e devora ele em poucas horas, e depois te diz:
"Esse livro me surpreendeu de uma forma que não esperava!"
365 Noites em Paris fez isso comigo! E só para Miriã saber, chorei litros com seu final, mesmo achando que não deveria ser aquilo, você me surpreendeu tanto, mas tanto que ainda estou pensando na história e provavelmente ficarei assim por dias.
Vamos ao que interessa!
A história conta sobre uma chefe de cozinha, a Charlote, que vive em Paris, a cidade luz. Ela trabalha no Le Procope depois de ter perdido o restaurante do avô e tem uma irmã.
Benjamin também era chefe de um grande restaurante e está em Paris para umas palestras sobre gastronomia. Andando pela cidade, Bem entra no Le procope e se encanta por Char – tipo amor à primeira vista -, e com o passar do tempo esse encantamento dele por ela só cresce, e conforme eles vão se conhecendo, Char se apaixona perdidamente por Bem.
A historia é bem romântica, é cheia de detalhes sobre Paris, coisa que me fez me perguntar se a escritora já esteve lá alguma vez. A história te cativa pelos sorrisos, pela gastronomia, e pelo romance que Char e Ben vive. Nem vou mencionar coisas como Char ser um pouco desastrada e tropeçar até quando imagina algo.
Outra coisa que amei muito, muito mesmo, são as músicas nos capítulos. Adoro isso! Música transmite emoção e ela e essencial quando se pega um livro desse nível.
Apesar do clichê Paris x Amor à primeira vista, a autora deu um rumo completamente diferente a sua história, é isso me surpreendeu e muito. Ela fez o que eu sempre digo. A vida não é só felicidade, a vida é a vida podendo fazer coisas incríveis e belas, assim como coisas horríveis.
Miriã conseguiu escrever um clichê sem ser clichê, se é que isso é possível!
 Compre na Amazon! 
Adquira 365 Noites em Paris pela Amazon clicando aqui.
Para mais informações sobre o livro, visite sua página no Facebook!
E não se esqueça de deixar sua estrelinha no Skoob, marcar como lido ou desejado <3

2 comentários:

  1. Olá.

    Eu simplesmente amo esses livros que me faz chorar, mas ao mesmo tempo detesto, porque parece quase impossível parar de pensar na história depois que termino de ler.
    Confesso que se fosse ler esse livro pela capa, não me chamaria a atenção, mas o nome sim. Eu sei, clichê, mas sonho conhecer Paris hahaha, quem sabe um dia né.
    Bem, eu gostei da resenha, acho que poderia dar mais detalhes, mas ao mesmo tempo isso é bom, porque dá em mim aquela vontade de ler para descobrir sabe? E cara, esse livro me encantou porque mistura clichê (#Amo), comida e Paris, tem algo mais perfeito? Só basta uma escrita maravilhosa e voalá, o livro perfeito.

    Bom, é isso. Até.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Curiosa para ler o livro agora, mas preocupada se vou curtir o final.

    ResponderExcluir