Não é porque é feito na web que tem que ser feito de qualquer jeito.

10/07/2017

# Resenha: Fiquei com seu Número




Ahhhh! Eu estou apaixonada, sério alguém ai sabe como se cura paixonite literária? Não?! Mas que droga.

"E não importa. Seja lá quem fosse, quer eu conhecesse ou não, se eu pudesse ajudar de alguma forma, eu ajudaria. O que quero dizer é, se você pode ajudar, tem que ajudar. Não acha?"

Eu sei! Eu sei! Sempre falo isso, eu sei que sempre me apaixono por eles, mas em minha defesa não tem como não se apaixonar. Triste vida essa a de leitora devotada e fiel, que sempre está delirando com um carinha imaginário novo. – suspiro profundo. A paixonite da vez é Sam Roxton do livro Fiquei com o seu número da Sophie Kinsella.


"E, de repente, a vida é boa." 

Ok, devo admitir que no começo Sam me pareceu um cachorro mas tudo, tudo tem uma explicação é quando você conhece a historia toda...
Poppy What (personagem principal) é uma jovem que está preste a se casar, com o homem dos seus sonhos, educado, gentil, bonito inteligente Magnus e sua família são os tipos de pessoas extremamente inteligentes, isso da o ar a eles de pessoas esnobes e adivinham só Poppy se sente uma pessoa de nível inferior a eles há será mesmo Poppy?
Uma coisa que me irrita na Poppy ela é muito boazinha sempre querendo agradar a todos, sempre mandando beijos abraços e carinhas felizes em suas mensagens. Ah! Poppy me poupe oks. Nossa protagonista hum... Como vou dizer ela é muito, mas muito estabanada sério mesmo ela se mete em tantas confusões que não da pra acreditar no tamanho das burrices que ela faz, um exemplo disso: Poppy perde o anel de noivado que está na família de Magnus a 3º gerações pior de tudo que é um anel de esmerada cravejado de brilhantes. Oh! céus ela perde o anel em uma reunião animada com algumas amigas. Ela começa entrar em desespero, - Ok! eu também entraria, mas eu não perderia um anel desses né! - Ou será que eu perderia? - mas Poppy tem uma grande ideia de pedir ajuda para funcionários do hotel onde ela estava almoçando, é claro que eles aceitam nem tem como falar não em um caso desses né? Embora angustiada, mas feliz com a solução que ela achou Poppy sai do hotel com seu celular nas mãos e adivinhem só...
Ela tem seu celular roubado. Háhá que sorte a dela não e mesmo?
“Meu instinto é mandar uma mensagem de texto para alguém dizendo: ‘Ai, meu Deus, perdi meu celular!’ Mas como posso fazer isso sem um maldito celular?”


Não... Não fiquem preocupados com Poppy ela acha outro celular, isso mesmo ela acha um celular na lixeira. - Azar por um lado sorte no outro.-

"Se está numa lata de lixo, é propriedade pública."

Estaria se o telefone não fosse de uma empresa e seu dono querer de volta, mas Poppy como sempre com seu jeitinho doce consegue fazer com que o cara na outra linha o empreste por alguns dias até a situação com o anel se resolver. E assim nossa aventura começa Poppy mete Sam em várias confusões ao responder e-mails e ao aceitar convites em seu nome é a historia fica muito mais tensa quando a empresa de Sam sofre uma crise que somente Poppy ira conseguir resolver.
Entre risadas na verdade gargalhadas Sophie conseguiu me fazer amar esse cheque-list fazia um tempo que não lia um tão bom assim, ela conseguiu juntar opostos mas fazer eles se encaixarem perfeitamente, Poppy e muito doce mas ela conquista a gente com seu entusiasmo, Sam parece aquele cara, aquele que é o tal o fodão mas na verdade, é doce mostra isso em diversos momentos como quando ele ajuda Poppy a roubar no jogo de palavras cruzadas com a família de Magnus ou quando ele a abraça no gramado – devo admitir que foi a que me apaixonei nele haha – No geral eu gostei do livro a capa e bonita – só podia ser outra cor do que rosa, não gosto de rosa – a diagramação e simples leitura fácil, divertida e adorável.

Pra você que está procurando um romance estilo cheque-list recomendo Fiquei com seu número, mas tenho que lhes advertir cuidado gargalhadas serão dadas é se você estiver em público – como eu estava – de certo vai passar vergonha. Mas, não se preocupe! Você não esta sozinho nessa! Bjs até a próxima.

0 comentários:

Postar um comentário