Não é porque é feito na web que tem que ser feito de qualquer jeito.

16/09/2017

#AyllaTodoDia: Quem é você Alasca?



Miles Halter é um adolescente fissurado por célebres últimas palavras que, cansado de sua vidinha pacata e sem graça em casa, vai estudar num colégio interno à procura daquilo que o poeta François Rabelais, quando estava à beira da morte, chamou de o "Grande Talvez". Muita coisa o aguarda em Culver Creek, inclusive Alasca Young, uma garota inteligente, espirituosa, problemática e extremamente sensual, que o levará para o seu labirinto e o catapultará em direção ao "Grande Talvez".

Na vida sempre faremos muitas amizades, mas tem uma amizade que nunca esquecemos. O primeiro amigo. Miles Halter é um adolescente não muito comum, mas qual adolescente é normal? A resposta é nenhum, e por essa razão Miles não poderia ser diferente, ele tem uma paixão em saber as últimas palavras dos célebres, muitas das vezes ele jamais nem leu um livro, mas é só perguntar e ele responde quais foram suas ultimas palavras. Graças a essa fissura por ultimas palavras, é que Miles decidiu ir morar no internato no Alabama, pois como dizia François Rabelais quando estava quase morrendo, ele estava à procura do seu “Grande Talvez”, ele queria uma mudança na sua vidinha normal e sem graça e então vai atrás do grande talvez, e ai que ele conhece seu primeiro amigo.

“E enquanto o chuveiro gotejava e lentamente molhava meu corpo, imaginei se encontraria ali o meu Grande Talvez ou se tinha cometido um grande erro (pág.9)”

Ao chegar ao internato logo Miles percebe algumas coisas; nada era como ele pensava e se antes sua vida era ruim, agora a palavra ruim poderia ganhar novos sentidos. Miles conhece o Chip seu colega de quarto e seu primeiro amigo de verdade, Chip é mais conhecido como General e um dos melhores armadores de trote que aquela escola poderia ter, ele só perde para uma pessoa; Alasca.

Alasca Young é uma menina, com corpo de mulher e mente de uma sábia. Ela não é considerada a melhor troteira por nada, sua personalidade forte e conturbada faz tudo se tornar mais confuso e ao mesmo tempo você não consegue tentar parar de entende - lá, até chegar a um ponto em que você simplesmente desistiu, pois tudo se torna tão complexo que sua mente não consegue acompanhar.

 “Gordo” o Coronel disse. “Porque você é magricela. Isso se chama ironia, Gordo. Já ouviu falar?”

Miles fora apelidado de gordo, um apelido dado por seus mais novos amigos, e que seria a marca dele ali naquela escola, uma das coisas que o diferenciaria.

E o quarteto foi formado;  Takumi, Chip, Miles e Alasca. Amigos que juntos eram incompatíveis, neles havia uma amizade diferente, ou de certa forma muito igual. Todos ali conheciam um pouco de cada, não era aquela amizade que todos sabiam tudo sobre todos, era aquela amizade que cada amigo te conhecia por partes, e ao juntar formava um grande quebra cabeça. Talvez esse tenha sido o erro desde começo, ninguém conhecia ninguém por inteiro, e de certa forma foi exatamente isso que faz a história ser tão viciante, todos tem segredos e sempre há mentiras a serem contas, é igual um vicio; começa com uma e depois simplesmente não sabe mais como parar.

“Eu sei que ela me perdoa, assim como eu a perdôo. As últimas palavras de Thomas Edison foram: “O outro lado é muito bonito”. Eu não sei onde fica o outro lado, mas acredito que seja em algum lugar e espero que seja bonito”
Miles ganhará mais que apenas amigos na escola nova, ele ganhará uma garota e perceberá que muitas vezes as últimas palavras poderão não ser descobertas. Nessa frase está toda uma história, a verdadeira trama de todo esse livro. Como é possível uma frase descrever um livro? Às vezes o impossível parece ser apenas o possível olhado pelos olhos dos medrosos. Esse livro é algo que você acha uma coisa e percebe que nada vai ser igual ao que você pensa se você mesma não tirar as conclusões por si própria.


Nesse livro teve uma pergunta que não me saiu da cabeça em nenhum momento. Quem era você Alasca?   
Quem era a Alasca em que aprendemos a gostar durante o livro? Seria aquela menina doce e meio louquinha ou a garota conturbada? Quem era a Alasca? E então algo me fez mudar a pergunta, e eu me vi perguntando. Quem eu sou? Durante todo o livro eu tentei descobrir quem era a Alasca, e cheguei à conclusão que não acharia a resposta, pois se nem mesmo me entendo por completa, como poderia a entender? Entender alguém criada por outra pessoa? Como seria isso possível?
O livro é pequeno, mas em poucas palavras ele soube ser complexo de uma forma sem igual. A capa é preta, e nela há os detalhes mais importantes e que será a chave para toda essa história. Na capa tem uma margarida e frases que te acompanhará durante toda essa história.




O Primeiro Amigo.
A Primeira Garota
As Últimas Palavras

A história é narrada em primeira pessoa, pela visão de Miles. Mas uma coisa que de certa forma não é de surpreender, é que a história não se foca na vida de Miles, quer dizer não necessariamente na vida dele, e sim o que ocorreu na vida dele desde que ele conheceu a Alasca e Chip.





O livro é incrível, não é o melhor, mas tem de tudo para se tornar. É complexo assim como seus personagens, te faz pensar e tentar se alto entender e te passa muitas lições, basta apenas você querer aprender com ele. Super recomendo, e devo dizer que preferi bem mais esse livro de que A Culpa é das EstrelasEspero que dêem uma chance ao livro.

0 comentários:

Postar um comentário